Teste Dureza Carbonatos – ALCON LABCONTEST DUREZA CARBONATOS KH

R$35,00
Compartilhar

PRAZO DE ENTREGA: O tempo de entrega podem variar de 15 a 45 dias úteis, de acordo com o nosso estoque. CONSULTE.

Teste de alcalinidade para aquários de água doce e marinhos

Realiza 30 testes

Dureza em Carbonatos ou Concentração de Carbonatos são sinônimos de Alcalinidade (ou Reserva Alcalina). A sigla "KH" vem de "Karbonathärte", Dureza em Carbonatos em alemão. Alcalinidade é a capacidade da água em receber prótons (H+), que está relacionada, principalmente, à concentração das bases não ionizadas carbonatos (CO3--) e bicarbonatos (HCO3-) de cálcio (Ca) e magnésio (Mg). O teste de Dureza em Carbonatos funciona como um indicador da estabilidade do pH, ou seja, quanto maior o valor de KH, mais estável será o pH do aquário. O monitoramento da Alcalinidade da água é importante para conhecer sua capacidade em resistir às forças acidificantes que normalmente ocorrem no aquário, e alertar para um iminente problema com o pH. Ácidos orgânicos, resultantes do desdobramento microbiológico da matéria orgânica, e agentes químicos como o sulfato de alumínio, componente da maioria dos clarificantes e floculantes, são exemplos de forças acidificantes.

Forma de uso

- Colete com a proveta a água do aquário a ser analisada, nivelando exatamente na marca de 5 mL, ou na marca de 10 mL (para maior precisão do teste);
- Com a bisnaga na posição vertical, pingue gota a gota a solução reagente, agitando após cada gota adicionada e observando a coloração formada;
- Durante a aplicação observa-se inicialmente cor verde fraca, que vai intensificando, até virar para cor vermelha. Neste momento registre o número de gotas utilizadas.
- Para amostra de 5 mL, uma gota corresponde a 1 grau °dH;
- Para amostra de 10 mL, duas gotas correspondem a 1 grau °dH.

posição da bisnaga Labcon Test Dureza em Carbonatos KH

Interpretação do Resultado
Valores aceitáveis de KH variam de acordo com o tipo de aquário:
- Aquários de plantas: KH entre 3,5 °dH e 8,0 °dH com pH entre 6,8 e 7,0;
- Aquários de plantas e peixes: KH entre 2 °dH e 6,0 °dH com pH entre 6,8 e 7,4;
- Aquários marinhos: KH entre 6,5 °dH e 12 °dH com pH entre 8,2 e 8,3.

Considerações ao Método
- O teste consiste em uma titulação, onde o fundamental é observar o momento em que ocorre a "viragem", ou seja, quando há a mudança da coloração verde para a vermelha. Em situações de baixa alcalinidade, as cores iniciais e finais serão menos intensas que as cores de referência apresentadas no cartucho, uma vez que as concentrações dos indicadores, responsáveis pela formação das cores, e presentes em cada gota, entrarão em pequena quantidade na amostra.
- Em situações de alcalinidade alta, é possível observar uma coloração intermediária entre o verde e o vermelho antes do momento da "viragem". Considerar efetivada a "viragem" somente quando chegar à coloração vermelha persistente.
- Para precisão do resultado, é fundamental a uniformidade no tamanho das gotas, por isso a importância da realização do teste com a bisnaga na posição vertical.

Cuidados Importantes
- Para garantir a eficiência dos testes, o frasco do reagente deve ser mantido sempre bem fechado.
- Após cada teste, lavar a proveta com água limpa e mantê-la tampada.

Advertências
- Conservar o produto na embalagem original sempre bem fechada, à temperatura ambiente, longe do alcance das crianças;
- Em caso de ingestão acidental procure orientação médica e leve junto a embalagem.

Leitura de CO2
O teste de Dureza em Carbonatos funciona também como indicador da concentração de gás carbônico (CO2), quando seu resultado é relacionado com o pH. A investigação do CO2 é importante em algumas situações do aquarismo, como em aquários de plantas aquáticas e em aquários marinhos com cultivo de corais.

Concentração de CO2

Ingredientes

Verde de bromocresol, vermelho de metila, álcool etílico, ácido clorídrico, água destilada.